Que tal montar uma urbana assim?

Que tal montar uma urbana assim?,

Curiosidades, Dicas

16

Para fazer uma urbana personalizada você só precisa de uma MTB 

Quem gosta do MTB como eu, faz trilha ou competição, muitas vezes não quer pedalar uma bike dessas nas ruas, seja por insegurança ou por ser uma bike pra pedalar na terra, com pneus caros, etc, nesse caso é legal ter uma urbana, mas a maioria delas é muito comportada e as legais são muito caras, então eu resolvi montar uma Customizada pra mim.

img-Urbana_Personalizada_07

Uma MTB moderna para trilha ou competição é uma bike cara para rodas na rua, usa pneus que gastam rápido no asfalto, e correm mais risco de roubo.

img-Urbana_Personalizada_08

A maioria das urbanas tem visual muito comportado, e a as especiais são muito caras, por isso, as bikes customizadas começam a ganhar espaço nas ruas.

Essa bike era uma MTB aro 29, com quadro de 19 polegadas, ela tinha 24 marchas com um grupo de entrada, e eu a transformei nessa urbana invocada.

img-Urbana_Personalizada_02

Essa MTB de entrada com 24 marchas e suspensão com molas, foi a base utilizada para a transformação.

Nessa transformação eu substituí a suspensão por um garfo rígido em alumínio, um modelo do Biketrial aro 26. Tá vendo, eu tenho uma bike rebaixada, elas está 8cm mais baixa do que era.
Eu tirei os pneus largos e com cravos, e coloquei os urbanos 700×32, que entram certinho mas rodas aro 29, e tempos depois acabei trocando as rodas básicas por essas da Vzan para XC.

img-Urbana_Personalizada_06

A suspensão de 2.450Kg deu lugar ao garfo de alumínio de 750Gr.

img-Urbana_Personalizada_11

Pneus na medida 700 podem ser usados nas rodas das MTB 29, os aros permitem esse uso a partir da medida 700×28.

img-Urbana_Personalizada_12

Para ter uma bike ainda mais exclusiva, as rodas originais (básicas) foram substituídas por rodas Vzan Everest XC, com raios chatos e freehub em alumínio.

Outra transformação que eu fiz, foi arrancar a transmissão completa, câmbios, alavancas de mudança, cassete, pedivela tripla, e coloquei no lugar uma relação Single Speed, 1 coroa e um pinhão, mas eu mantive o freehub. Como as alavancas de mudança eram integradas com alavancas de freio, foi necessário instalar manetes de freio simples.

img-Urbana_Personalizada_01

Saio o kit completo da transmissão com alavancas de mudança, câmbios, pedivela, cassette e corrente…

img-Urbana_Personalizada_04

…e entra a pedivela single, com apenas uma croa.

img-Urbana_Personalizada_05

Com a retirada das alavancas de mudança, a bike ficou também sem as manetes de freio, pois o modelo era integrado, então foi necessário instalar manetes simples de freio.

Quando ela estava com as rodas originais, freehub de ferro, eu usava um cog normal, fino do cassete da MTB, mas como essas rodas de XC tem freehub de alumínio, eu coloquei outro tipo de cog, que tem essa estrutura de alumínio mais larga, veio de um cassete de Road Bike, assim não há o perigo do cog fino  individual cravar nos entalhes do freehub, que é muito comum acontecer no MTB quando o cassette usa cogs soltos.

img-Urbana_Personalizada_09

Para proteger o freehub de alumínio das rodas de XC contra danos, o cog 21 dentes está montado na spyder de alumínio de um cassette de Road Bike, mudando o fino apoio de 2mm dos cogs para 8mm de largura da spyder.

Os espaçadores individuais em tamanhos diferentes permitem fazer essas montagens, e dá pra colocar o cog na posição que você quiser, fazendo o chainline e tudo.

img-Urbana_Personalizada_03

Para instalar apenas 1 cog no freehub, é necessário colocar espaçadores, e eles permites múltiplas posições para o cog, permitindo fazer o chainline na bike.

Pra esticar a corrente com gancheiras verticais, eu fiz um esticador com um braço de V-brake, quem não viu o vídeo, é esse aqui. http://www.pedaleria.com.br/esticador-corrente/

img-Urbana_Personalizada_13

Com parafusos, 1 roldana de câmbio e 1 braço de V-brake, dá pra fazer um esticador de corrente para bikes com gancheiras verticais.

A pedivela que escolhi foi o modelo pra bike fixa, com coroa de 46 dentes, o cog tem 21 dentes, e a corrente é de BMX. Essa relação anda bem, e foi pensada para o meu bairro, que é alto, tem muitas subidas pra chegar na minha casa.

img-Urbana_Personalizada_10

Com essa transformação, a bike perdeu mais de 5kg, é o peso está abaixo de 11kg. Para montar essa bike, é necessário comprar pneus e câmaras, pedivela single speed, corrente grossa, espaçadores para o freehub e um garfo rígido, e o custo fica entre R$600,00 e R$ 800,00 dependendo da marca do componente.

Essa é a minha urbana, e se você gostou, saiba que dá pra fazer uma nesse estilo com uma MTB aro 26, 27,5 ou 29.

Bom Pedal!

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Sobre o Autor

Edu Capivara é Delegado Internacional do Biketrial no Brasil desde 1991 e introdutor do esporte em meados da década de 80. É amigo pessoal de Pedro Pi, o inventor do Biketrial e de toda a cúpula da BIU (Biketrial International Union) . Profundo conhecedor do mundo da bike, começou suas aventuras em modalidades como o BMX e o Mountain Bike no início desses esportes no Brasil. Já participou de campeonatos mundiais de biketrial pelo mundo todo, inclusive do primeiro, em 1986 na Europa.

Comentários (16)

  1. Tárik

    Excelente matéria, tenho uma mtb que uso somente na cidade e estou caminhando nessa direção com ela :) ! Complicado que esse “ajuste técnico” do esticador de correntes me incomoda absurdos esteticamente haha.

    É fácil colocar um bagageiro em uma bike dessas? Qualquer modelo serve?

    Responder
    • Edu Capivara

      Oi Tárik, quando a gancheira é vertical, tem que usar um esticador, feito por você ou comprado!
      Quanto ao bagageiro, hoje existem muitos modelos, até os bem leves, para cargas leves, ele vai preso apenas no canote de selim.
      Digite esse tema no Google imagens, clique no modelo que gostar e veja qual é a loja.
      Abraços;
      Edu Capivara

      Responder
  2. Ricardo Toshiyuki

    Parabens pelo projeto, uma bike urbana de primeira! A bike ficou muito leve e bonita!

    Responder
    • Edu Capivara

      Valeu Ricardo!
      Abraços;
      Edu Capivara

      Responder
  3. Thalles Diamantino

    Olá Edu, gostei muito dessa bike, ficou linda. Estou comprando uma MTB aro 29 21 marchas bem de entrada, mas farei dela uma hibrida urbana, mas estou em duvida quanto a relação, quero 1×10, pedivela com coroa unica de 44 dentes e cassete 11/42, tudo com peças bem de entrada, vou comprar peça por peça. Dará certo? Terei que mexer na corrente, freehub ou em mais alguma peça?

    Responder
    • Edu Capivara

      Oi Thalles, de entrada não tem nada aí, rsrsrsrsrsrs, com 10 velocidades só tem grupos caros!
      A coroa deve ser Narrow Wide para a corrente não cair ao passar por irregularidades, será necessário comprar cassette, alavanca, câmbio traseiro e corrente para 10 velocidades.
      Boa sorte com o projeto!
      Abraços;
      Edu Capivara

      Responder
  4. João André

    É possível montar uma bike com 1 COG atras e 3 coroas na frente? Queria uma single speed mas enfrento algumas subidas no meu dia a dia, acredito que 3 marchas seria ideal pro meu uso.

    Responder
    • Edu Capivara

      Oi João, já listamos esse vídeo em nossas pautas, qualquer hora ele sai!
      Abraços;
      Edu Capivara

      Responder
      • João André

        Bom dia Edu! Primeiramente agradeço a sua boa vontade em ajudar a todos nos amantes das magrelas, dependemos delas diariamente e vc já me “salvou ” várias vezes! Eu te acompanho desde pequeno nos programas da Eliana… Sou seu fã!
        Estou caminhando nesse projeto… Já tenho o quadro de uma Caloi HTX 2014 que estava encostada, não é dos mais leves, mas é bonito e tá bem novinho, então vai ser ele mesmo! Adquiri um par de rodas Vzan Extreme 26″ (faltou verba pro Everest kkkk) com pneus slick 26×1.25 e um garfo rígido da KSW, de aluminio, com o mesmo peso do seu… Agora falta o principal, as famigeradas marchas, serão apenas 3, não quero, nem posso, comprar vários tamanhos de cog traseiro pra ficar testando, e pedivela então? Nem se fala.. Preciso acertar de primeira. Pesquisei componentes Shimano Alivio, mas logo surgiram as dúvidas, espero que você possa me ajudar a soluciona-las….

        1. Esse quadro aceita um pedivela com movimento central Hollowetech (shimano bb52)?

        2. Gosto de pegar velocidade nas retas e nas descidas, inicialmente queria montar uma single, porem enfrento um sobe e desce danado na minha cidade, por isso preciso de pelo menos 3 marchas (1 pra subir, 1 pra descer e 1 pra andar nas retas kkkkkkk). O que vc indicaria? Cog pequeno? Cog grande? Pedivela 48/36/26 ou 40/30/22? Qual a combinação ideal???

        ME AJUDA EDU!!!

        Responder
        • Edu Capivara

          Oi João, é difícil encontrar um cassette ou catraca com 2 ou 3 marchas, nos Estados Unidos é um pouco mais fácil.
          Aqui dá pra achar catracas antigas (tipo Caloi 10) com 5 velocidades, mas o menor cog é 13 ou 14 dentes, não anda muito.
          Achei que era uma bike com marchas apenas atrás, mas pelas pedivelas indicadas, terá 2 câmbios, é isso?
          A pedivela 48/36/26 é mais adequada a bikes aro 26, a outra é para as 29.
          Obrigado por acompanhar a gente!
          Abraços;
          Edu Capivara

          Responder
  5. Marcelo

    Aonde acho esses espaçadores pra por 1 cog?

    Responder
  6. Luan

    Primeiramente, parabéns à vocês aí do Pedaleria. Os vídeos de vocês são muito bem feitos, muito bem explicados e também muito engraçados (continuem assim). Tenho duas dúvidas. Tenho uma Caloi Aspen Sport (de 92, 94… não sei bem o ano) e gostaria de transformá-la em uma single, quiçá, uma fixa. Mas queria mudar o guidão e colocar um bullhorn ou drop. Tem como colocar um deles ou vou ter que mudar todo o garfo e seus adjacentes…rs? Outra dúvida. Mas essa é sobre uma bike específica. Minha namorada está vendo uma Tito Urban. Como nunca ouvimos falar dela, gostariámos de saber sua opinião sobre esta bike, se não incomodar. O uso vai ser urbano também.
    Desculpa o textão!!!! Ahh… a minha namorada ganhou a caneca de vocês em uma das promoções. Foi a moça que fez o poema…caso lembre. Abraços

    Responder
    • Edu Capivara

      Oi Luan, essa Aspen (de ferro) é medida Standard,usa mesa com pescoço (com expander interno), e caixas com rosca. Para trocar tudo por Aheadset teria que comprar caixas e garfo antigos de ciclismo (road Bike), pois já faz tempo que é tudo Oversize.
      quanto a Tito, já vi algumas nas feiras, parece todo ok!
      Abraços;
      Edu Capivara

      Responder
  7. Arthur Pavani

    Olá Edu!
    Gostaria de pedir sua ajuda! Tenho 1,82m e 87kg, tenho uma Caloi 100 modelo 2011 com algumas alterações, mas sofro com problemas constantes, nos raios e aros que acabam entortando. No trajeto que eu faço todos os dias enfrento ruas com paralelepípedos, areia e ruas asfaltadas.
    Vi o vídeo e li a matéria sobre sua bicicleta urbana, gostaria de saber se o meu físico​ e local onde moro se encaixaria neste estilo de bike urbana só que sem ser single e sim com 21v pois enfrento muitas subidas. Isso com um valor de R$ 2500,00. Se puder me citar componentes sem nomear marcas lhe agradeço!
    Abraço!

    Responder
    • Edu Capivara

      Oi Arthur, seu peso é bem compatível com bikes urbanas, a sua poderia ter rodas melhores, mas os modelos de entrada sempre tem peças fracas. Talvez trocando as rodas ou pelo menos os raios, fazendo rodas com aperto correto nos raios (tensão igual em todos eles).
      Como você enfrenta paralelepípedos e subidas, terá que usar pneus um pouco mais largo que o da minha urbana, e também mais marchas.
      A Caloi 100 tem conjunto garfo, avanço e guidão, pesados e fracos, seria interessante um conjunto oversize aheadset, suspensão, avanço e guidão mais reforçados, como vemos nas MTB de hoje.
      Boa sorte!
      Abraços;
      Edu Capivara

      Responder

Deixe uma resposta