Suspensão de bike – conheça os tipos e a manutenção de cada uma

Suspensão de bike – conheça os tipos e a manutenção de cada uma,

Curiosidades, Videos

24

A suspensão dos carros e motos precisam de manutenção, a suspensão de bike também!

No universo do Mountain Bikes existem muitas marcas e modelos de suspensão dianteira, e elas fazem parte da história do MTB, surgiram nesta modalidade no final da década de 80, mas para entender melhor porque a manutenção e os preços podem variam tanto é preciso saber diferenciar elas, pois existem três sistemas distintos.

Suspensão com Elastômeros

Atualmente esse modelo é mais raro, difícil de encontrar, mas é a suspensão barata mais leve que existe. Ela pode utilizar a combinação de molas e elastômeros ou apenas os elastômeros, que são tubos maciços de poliuretano (uma espécie de borracha sintética).

img-Suspensao_Elastomero

O modelo que combina molas e elastômeros tem vantagens sobre o modelo que tem apenas elastômeros, pois as molas fazem a leitura das irregularidades leves do terreno, e quando a bicicleta passa por buracos e irregularidades maiores, a compressão chega até o elastômero.
Os modelos que utilizam apenas elastômeros podem combinar segmentos de diferentes durezas na mesma suspensão, criando assim níveis de amortecimento de acordo com a exigência, algo parecido com o modelo mola/elastômero.

Manutenção
Toda suspensão utiliza buchas deslizantes em seu interior, essas peças permitem que a suspensão deslize sem folga, e quando elas estão gastas, o ciclista tem a mesma sensação da folga na caixa de direção.

A manutenção da suspensão com elastômeros pode requerer a troca das buchas e dos elastômeros, que se decompões com o tempo (esfarelam). A graxa para lubrificar esta suspensão é totalmente sintética, as graxas comuns, contendo sabão de lítio afetam os elastômeros a aceleram o esfarelamento.

img-Suspensao_Hidraulica_Buchas

As buchas da suspensão hidráulica possuem revestimento interno em Teflon, mas nos modelos populares elas são de plástico ou de bronze.

Suspensão com Molas
Infelizmente elas não são suspensões, são apenas “molejo”. A pesar do formato, internamente elas não possuem recursos que freiem o rápido retorno (esticamento) após encolherem ao passarmos por um buraco, e a velocidade desse retorno é um sobe e desce danado, como um carro sem amortecedor, apenas molas, e isso atrapalha e pode fazer o ciclista perder o controle da bicicleta em algumas situações.

img-Suspensao_Molas

Geralmente esse tipo de suspensão é bem pesada, ela pode ser toda de ferro ou ter as canelas e o Crow (parte que segura a espiga e as hastes) em alumínio, ter ou não ajuste de preload, recurso que pode ajustar a força das molas ao peso do ciclista. Um ciclista pesado necessita molas com maior resistência, e apertando os manípulos no sentido horário adicionamos carga as molas.
Algumas modelos possuem dispositivo de trava que interrompe o funcionamento das molas.

img-Suspensao_Molas_Preload

O ajuste de preload pede estar disponível apenas de um lado ou nos dois, dependendo da marca e do modelo da suspensão.

Manutenção
É preciso engraxar periodicamente as suspensões com molas, quando a lubrificação diminui, o atrito entre as hastes e as buchas provoca grande desgaste e a suspensão pode travar encolhida. Quando isso acontece o ciclista pode tentar destrava-la colocando o pé no arco de ligação entre as canelas (bengalas), e puxar o guidão para cima, se não der certo, outro recurso é abrir as tampas superiores de cada haste e colocar óleo para facilitar o descolamento estrebuchar e hastes. Depois é necessário substituir o óleo por graxa.
Para a maioria das suspensões com molas não existem peças de reposição, obrigando os usuários a trocar a suspensão inteira.

Suspensão Hidráulica
A suspensão hidro-pneumática conhecida apenas como suspensão hidráulica é totalmente funcional, é mais leve e cara, requer uma manutenção mais detalhada medida em horas de uso. Poucos usuários leem o manual de uso e conservação das suspensões, fato que acaba saindo caro para muitos deles, pois a suspensão não dá avisos, quando ela apresentar problemas, o estrago já está feito.

img-Suspensao_Hidraulica

Cada marca e modelo de suspensão traz em seus manuais os ajustes, calibragens e quantidade de horas de uso entre cada manutenção.
Nesse tipo de suspensão é possível calibrar a câmara pneumática (lado esquerdo) de acordo com o uso ou peso do ciclista através do bico no formato Schrader (bico grosso das câmaras de ar), utilizando uma bomba especial de alto poder.
No lado direito fica o sistema hidráulico, onde é possível ajustar a maioria das suspensão através de um seletor ou trava na cabeça da haste ou posicionada remotamente no guidão. Esse dispositivo modifica a passagem de óleo por uma válvula onde é possível endurecer ou travar seu funcionamento durante a pedalada, decurso importante principalmente para atletas do MTB, pois é muito mais fácil superar subidas íngremes com a suspensão travada.
Um dos recursos mais importantes em uma suspensão hidráulica é a possibilidade de modificar a velocidade de retorno da suspensão após um encolhimento, assim ela pode realmente amortecer os choques filtrando essas sensações para que elas cheguem bem fracas aos braços do ciclista, permitindo maior controle da bicicleta.

img-Suspensao_Hidraulica_Calibragem

Bico para calibragem – importante recurso ajustar a suspensão ao peso do ciclista.

img-Suspensao_Hidraulica_Reg_Retorno

Ajuste de velocidade de retorno – disponível só nos modelos hidráulicos.

Essa regulagem fica na parte de baixo da canela direita, e emite “clicks” ao ser girada. Rodando o manípulo para a direita o retorno vai ficando lento, e a suspensão se estica mais devagar, rodando para a esquerda ela retorna mais depressa.

Manutenção
Essas suspensões possuem muitos componentes em seu interior, mas nem todos precisam ser trocados. Na manutenção básica é trocado o óleo, as buchas deslizantes, os retentores superiores (visíveis por fora), espumas responsáveis pela lubrificação das hastes, anéis O’ring e alguma arruelas. Dependendo do estado e idade da suspensão, outros componentes poderão ser trocadas, pois o cartucho hidráulico a válvula hidráulica e o êmbolo de ar possuem muitas peças.

img-Kit_Basico_Suspensao_Hidraulica

Seguindo corretamente o que pede o manual da suspensão hidráulica, a manutenção básica pode ser a troca destas peças e do óleo hidráulico.

A suspensão permitem que o ciclista pedale com velocidade e conforto em pisos acidentados, mas fique ligado na manutenção da sua suspensão, o seu desempenho e a durabilidade dela dependem disso.

Bom Pedal!

Agradecimento ao consultor Paulo Henrique Bocci da Fullshock Suspensão Tuning
https://www.facebook.com/Paulobocci

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Sobre o Autor

Edu Capivara é Delegado Internacional do Biketrial no Brasil desde 1991 e introdutor do esporte em meados da década de 80. É amigo pessoal de Pedro Pi, o inventor do Biketrial e de toda a cúpula da BIU (Biketrial International Union) . Profundo conhecedor do mundo da bike, começou suas aventuras em modalidades como o BMX e o Mountain Bike no início desses esportes no Brasil. Já participou de campeonatos mundiais de biketrial pelo mundo todo, inclusive do primeiro, em 1986 na Europa.

Comentários (24)

  1. André

    Boa noite Edu e parabéns pelo seu blog. Quanto mais em quanto tempo preciso dar manutenção em uma suspensão a ar? Uso em estrada de terra, neblina, poeira e as vezes lama. Deste já agradeço.

    Responder
    • Edu Capivara

      Oi André, leia o manual da sua suspensão, cada marca/modelo tem suas horas de uso. Se não tiver o manual, procure por ele no Google, ou no site do fabricante.
      Boa sorte!
      Abraços;
      Edu Capivara

      Responder
  2. Wanderson

    Olá, boa tarde Edu! Mais uma vez parabéns pelo site e pelos videos no Youtube, já assisti todos! Gostaria de uma ajuda, ou melhor uma opinião sobre a compra de uma nova Bike. Há algum tempo estou pesquisando para comprar uma nova e me interessei pela Specialized Comp, e ao mesmo tempo eu também gostei da Caloi Explorer 30. Com a experiência que tem qual é a melhor?
    Desde já agradeço.
    Abraço.

    Wanderson.

    Responder
    • Edu Capivara

      Oi Wanderson, a tecnologia, peças e até mesmo a fábrica pode ser a mesma. 3 ou 4 fábricas na China fazem todas as bikes do mundo, eles tem a melhor tecnologia!
      Sendo assim, a escolha passa a ser pela cor, grafismo, marca da suspensão, das rodas, pneus, preço ou mesmo o prazer de possuir a marca X.
      Geralmente as bikes da mesma categoria são muito similares.
      Obrigado por acompanhar nosso canal!
      Abraços;
      EdU Capivara

      Responder
  3. Vinicius

    Edu, parabéns pelo vídeo, conseguiu reunir muita informação importante em poucos minutos!
    Sou como a maioria dos ciclistas brasileiros, nunca fiz revisão na suspa, sempre a mantenho limpa e lubrificada, mas somente isso. Até por que a mão de obra qualificada para fazer tais manutenções é bem excassa e muitas vezes é dificil achar algum técnico especializado para fazer um serviço de qualidade.
    Por isso eu fui atrás de manuais da minha susp. que é uma XC 32 para eu mesmo fazer essa manutenção. Mas aí minha dúvida é, somente com o manual e ferramentas necessárias, eu mesmo consigo fazer essa manutenção? É algo complexo demais? Tenho receio de desmontar, e ter dificuldade para montar. O que vcs me aconselham? Valeu Abraço!

    Responder
    • Edu Capivara

      Oi Vinicius, pouca gente tem coragem de meter a cara e fazer essa manutenção, parabéns pela garra!
      Para alguns modelos é necessário utilizar chaves allen mais longas, mas no geral são ferramentas comuns. O pior é achar os retentores o O’rings do tamanho certo e com a dureza certa, medida e Shore.
      Conseguiu o manual técnico, não o manual do proprietário? Será preciso usar o óleo certo na quantidade exata, conforme o manual técnico indica.
      Boa sorte, conta pra gente como ficou ok?
      Abraços;
      Edu Capivara

      Responder
  4. joao pedro

    edu,qula tipo de oleo devo usa na minha suspensao hidraulica quando for fazer a toca

    Responder
    • Edu Capivara

      Oi João, use óleo para suspensão, existem várias viscosidades, leia o manual da sua!
      Os óleos da Mutul são ótimos, pode comprar em lojas para motos.
      Abraços;
      Edu Capivara

      Responder
  5. Giliade Jonas

    Ola! Tenho uma bike com suspensao traseira ( modelo full edge) , gostaria de saber se posso retirar a suspensao para a bike ficar mais leve, ou se isso pode prejudicar o quadro. Obrigado, sucesso!

    Responder
    • Edu Capivara

      Oi Giliade, já vi coisa parecida com isso, mas foi retirado apenas o amortecedor, colocando um tubo no lugar. Tirar a suspensão toda resultaria em um projeto mais leve, mas essa nova traseira teria que ser feito por alguém muito capacitado, um Frame Builder por exemplo.
      Abraços;
      Edu Capivara

      Responder
  6. Luis Denilson

    Bom dia Edu, to com uma suspensão que veio sem o anel de espuma, vc sabe qual o material utilizado nos anéis de espuma?

    Responder
    • Edu Capivara

      Oi Luis, é uma espuma bem comum, nas difícil de cortar na medida, bem redondo, como vai fazer?
      A função dela é só segurar poeira e fragmentos bem pequenos.
      Abraços;
      Edu Capivara

      Responder
  7. Willian

    Boa tarde Edu, parabéns pelo seu blog e os videos, estou sempre assistindo pois é de grande valia pra mim, pois sou leigo em assunto de bike. Bom a minha dúvida é, comprei uma bike usada caloi supra 10, e nela tem suspensão dianteira da marca zoom. Eu já tirei as tampas de rosca de plásticos superior, para saber do que ela é, mas não consegui identificar, pois a hora que friccionei a suspensão, é como se não tivesse nada dentro. preciso identificar de qual sistema ela é, pois está com sujeira na bengala, então por esse motivo, acredito que ela esteja precisando de manutenção. Aqui onde moro, tem loja de bicicletária, mas eles não dão manutenção em suspensão, pelo menos a minha, eles querem vender uma nova e de preferencia hidráulica. Sabe me dizer como posso fazer para desmontar e identificar o modelo da suspensão para uma eventual manutenção? Agradeço desde já.

    Responder
    • Edu Capivara

      Oi Willian, essa suspensão é com molas, é mesmo difícil ver as molas por cima. Ela requer graxa sintética nas buchas internas, e a mistura dessa graxa com detritos e poeira, as vezes suja o curso da suspensão.
      Se puder trocar, a hidráulica é MUITO melhor!
      Abraços;
      Edu Capivara

      Responder
  8. Matheus

    Edu: tenho uma suspensão dianteira mode (normal de rosca 26)lubrifico ela periodicamente e agr ela está com uma grande folga quando aciono o freio dianteiro e quando acontece de eu pular alguma coisa quando ela se abaixa bruscamente da pra ouvir um grande estalao:
    Obs: Queria saber se tem recurso ou é só uma nova

    Responder
    • Edu Capivara

      Oi Matheus, infelizmente não há peças de reposição aqui no Brasil para suspensões simples, então é hora de trocar a sua!
      O problema é o desgaste das buchas internas.
      Abraços;
      Edu Capivara

      Responder
  9. marcos

    Edu;comprei uma suspensão rst gila,com trava hidráulica nova,em um saldao ,so que a data de fabricação é ano 2013, preciso lubrificar mesmo sem ter usado? pois notei que a mesma esta dura.

    Responder
    • Edu Capivara

      Oi Marcos, essa suspensão é como molas, talvez a lubrificação das buchas esteja um pouco seca. Ela tem ajuste de prelod dos dois lados, verifique se as molas estão muito comprimidas, voltando um pouco os manípulos na cabeça de cada haste.
      Cuidado para não soltar muito e a peça sair do garfo!
      Se você for um ciclista muito leve, as molas podem ser duras para seu peso.
      Boa sorte!
      Abraços;
      Edu Capivara

      Responder
  10. Gonçalo

    Oi edu como sei do que e a minha suspensão se e de ar mola ou oleo

    Responder
    • Edu Capivara

      Oi Gonçalo, procurando anúncios de uma igual, sempre tem uma ficha técnica que descreve o produto.
      Abraços;
      Edu Capivara

      Responder
  11. Samuel Oliveira

    Oi Edu, Minha suspensão é do tipo Molas e minha bike tem aproximadamente 1 ano de uso, e recentemente ela apareceu uma folga consideravel quando aciono o freio da frente e empurro para frente e para trás, quando desmonto a suspensão está tudo ok, mas ao remontar a folga ainda continua… acredito eu que seja os retentores, tem alguma dica ou opnião sobre?

    Responder
    • Edu Capivara

      Oi Samuel, o desgaste das buchas pode não ser visível, mas causa esse jogo indesejável. A maioria das suspensões com molas são descartáveis, não tem peças de reposição no Brasil, apenas a Rock Shox, Fox e Suntour tem assistência técnica aqui.
      Se quiser consultar uma oficina especializada em suspensão de bike, escreva para o Paulo da Fullshock Suspension Tuning.
      fullshock@outlook.com
      Abraços;
      Edu Capivara

      Responder
  12. Leandro

    Boa noite Edu! Parabéns pelo site e os vídeos no YouTube. Gostaria de uma ajuda, eu quero utilizar uma suspensão de mola e elastômeros na minha bike, mas como eu tenho pouco conhecimento no assunto, queria saber qual é a marca mais indicada.

    Responder
    • Edu Capivara

      Oi Leandro, independente do sistema de amortecimento, sugiro que escolha uma marca que tenha assistência técnica no Brasil, pois a grande maioria das marcas vendidas aqui não tém, quando estraga alguma coisa, vai pro lixo, mesmo que seja um simples desgaste de bucha.
      As boas marcas podem ser a nacional Proshock, Rock Shox, Fox, Suntour e Magura. Outras marcas conhecidas são a RST e a Marzocchi, mas é preciso investigar se tem assistência aqui, mas tem muitas peças a venda no Mercado Livre.
      Abraços;
      Edu Capivara

      Responder

Deixe uma resposta