Repaginamos a Monark Barra Circular

Repaginamos a Monark Barra Circular,

Curiosidades, Dicas

2

A Barra Circular é uma bike clássica, pau pra toda obra mas que merece um upgrade para virar bike conceito.

No passado, as bicicletas eram modelos únicos, tinha a masculina e a feminina, e eram usadas para tudo, serviam para o transporte, lazer e competição.
Com o passar dos tempos, bicicletas com aplicações específicas foram aparecendo, destinadas apenas a determinado tipo de uso, é o caso da Caloi Barra Forte e da Monark Barra Circular, bikes que nasceram para o trabalho pesado.

img-Barra_Circular_01

Aqui no Brasil, esse tipo de bike surgiu nas décadas de 50 e 60, e eram praticamente as únicas opções pra quem precisava de uma bike resistente, que não desse muita manutenção, por isso muitas delas são assim até hoje, os quadros foram modificados, elas deixaram as rodas aro 28 e passaram a usar aros 26 e meio, mas foram mantidos o bagageiro forte, paralamas, cobre corrente, e claro, os freios caneta, também conhecidos por freio varão, um tipo de freio que não utiliza um cabo de aço, e sim varetas de aço, com um sistema de articulação que permite ao usuário, virar o guidão normalmente.

img-Barra_Circular_02

A Monark Barra Circular com seu freio tradicional,”freio sueco”, também conhecido como freio varão ou freio caneta.

Hoje existem várias marcas de bicicletas similares a essa, com o mesmo desenho, e elas ainda vendem muito no interior, nas pequenas cidades, na roça, e o pessoal leva de tudo nelas, desde a família completa com mulher e filhos, ferramentas para agricultura, peças, mudanças e até a colheita.

img-Barra_Circular_03

Bike de trabalho, bike de família, sempre destinadas ao trabalho pesado!

Apesar do pessoal do interior colocar marcha nesse tipo de bike, muitas vezes com ela novinha, recém tirada da caixa, eu não acho que só isso resolva, ela poderia ser muito melhor, com soluções e peças que a deixaria mais moderna e adequada ao uso que o pessoal faz dela, por isso eu resolvi fazer a minha versão desse tipo de bicicleta, um releitura, eliminando velhos problemas e criando novas soluções.

A primeira atualização a gente já fez, o embuchamento do central, assim a gente usar um eixo e uma pedivela melhor que o modelo original, o monobloco, que não tem vedação e vive dando folga.
E como a gente vai mudar o sistema de freios, colocar marcha e iluminação, levamos o quadro, garfo e bagageiro no Bornia e Cox, uma oficina de construção de quadros, para colocar nela terminais de cabo, suporte de pinça de freio a disco no garfo e outros detalhes, além de melhorar algumas soldas que são bem fracas, e na sequência, levamos o quadro no Estúdio Tinta Nostra para aquela pintura especial na nossa Rural, nome de batismo que escolhemos para esse modelo modificado.

img-Barra_Circular_05

O embuchamento do central do quadro transforma o velho modelo de 45mm com pedivela monobloco, em central 34,7mm, capaz de receber vários tipos de pedivela e movimentos centrais atuais.

Como o garfo original não tem gancheira de roda, e sim um amassamento na ponta, com corte para o eixo de roda, não seria seguro colocar nele o suporte de pinça de freio, então tivemos que substituir o garfo por um modelo mais atual, com a rosca da espiga em perfeito estado, e com condições de receber o suporte, e como vamos colocar um pequeno bagageiro dianteiro, o fato do novo garfo ter pinos para V-brake só ajuda!

img-Barra_Circular_04

As fotos na sequência, mostram algumas das 23 modificações feitas no quadro, garfo e bagageiro.

img-Barra_Circular_06 img-Barra_Circular_07

Para finalizar com chave de ouro essa etapa, a pintura profissional da Tinta Nostra, bike bege com detalhes em marrom. No próximo vídeo a montagem dessa bike e a explicação da escolha para cada componente!

img-Barra_Circular_08 img-Barra_Circular_09 img-Barra_Circular_10 img-Barra_Circular_12

Clique aqui para assistir o segundo vídeo.

Com relação a montagem, a primeira coisa que eu quis mudar foram os freios, eu substituí os velhos freios suecos, freio caneta pelo freio a disco na dianteira, na traseira o freio Roller Brake, que é um freio potente, criado para bicicletas que carregam muito peso, e pra ter opções de marchas pra subidas e descidas, o cubo Nexus Inter 3, blindado, robusto, simples de usar e com manutenção a cada 2 anos.

img-Barra_Circular_V2_01

img-Barra_Circular_V2_02

Câmbio Nexus Inter 3 com freio Roller Brake. Manutenção a cada 2 anos!

As rodas dessa bike já não estavam originais, só os aros, detonados, enferrujados, pesados, então substituir pelo modelo Open P14 da Vzan, que tem o mesmo formato e são em alumínio.O formato desse aro é conhecido como Westwood, é uma chapa de aço estampada e depois calandrada, mas os novos são extrudados em alumínio, e ficam bem legais com os pneus balão originais da bike.

img-Barra_Circular_V2_03

img-Barra_Circular_V2_04

Com essa modificação no sistema de freios, dá pra substituir o guidão original que é super pesado, por esse em alumínio, já que agora ela vai usar esse tipo de manetes,
O avanço curto e com espander foi mantido, assim como o canote 7/8 e selim com molas, mas esse aqui da Kalf é atual, leve, confortável e marrom, pra combinar com outros detalhes dessa bike.

img-Barra_Circular_V2_05

Selim com molas, mantendo a tradição desse tipo de bike, mas com leveza e conforto.

Pensando nas mais variadas formas de carregar carga, eu vou colocar um pequeno bagageiro no garfo, e no bagageiro traseiro, a multi plataforma de engate rápido da Kalf, uma base para facilitar o uso, assim eu posso usar a caixa grande, o baú, a cadeira infantil ou assento espumado, tudo no mesmo encaixe, e o garupa não vai ficar com pernas penduradas não, eu vou colocar essa pedaleiras dobráveis nesses suportes.

img-Barra_Circular_V2_06

Base de engate rápido da Kalf, uma plataforma para diversos usos.

img-Barra_Circular_V2_07

Base de engate rápido com assento para bagageiro traseiro, possibilitando levar passageiro, e com pedaleiras, o garupa fica mais seguro!

Ao trocar a transmissão para Nexus, o cobre corrente original ficou muito grande, já que a coroa diminuiu de tamanho, então eu vou colocar um novo em PVC, com fixação no central, e aproveitando essa mudança, eu substituí os paralamas, que também são em PVC, eles são mais leves e flexíveis, ideais para uma bike de trabalho que vive esbarrando aqui e ali.

img-Barra_Circular_V2_09

Cobre corrente em PVC, com diâmetro correto para pedivela Nexus.

img-Barra_Circular_V2_10

Paralamas em PVC, com ajuste fino de aproximação ao pneu.

Outro item importante pra que usa a bike pra trabalhar, é a iluminação, e pra não ficar trocando pilhas ou tendo que carregar baterias, ela vai usar farol e lanterna alimentadas pelo dínamo de 6 volts no cubo dianteiro.
Pra não deixar a bike encostada em qualquer lugar, eu pensei em colocar um bom pezinho, mas se ela estiver com carga pesada aqui no bagageiro, o esforço pode ser demais, acaba caindo ou quebrando o pezinho, então eu consegui um item clássico, um cavalete central em alumínio, e olha que bacana, ele tem meia engrenagem em cada perna, elas ficam próximas quando ele está fechado, e ao abrir, o apoio é bem maior.

img-Barra_Circular_V2_11

img-Barra_Circular_V2_12

Conseguimos um acessório clássico dessa bike, um cavalete central que é bem estreito quando está fechado, mas ao ser aberto, as pernas se afastam, aumentando o apoio para a bicicleta.

Os suportes soldados na frente da bike e no bagageiro são para carregar ferramentas grandes, como a foice, enxada, enxadão e varas de pesca, elas ficaram presas nas laterais da bike com o’rings com aba, é só enganchar no parafuso de cima e no de baixo, e contornar a ferramenta.

img-Barra_Circular_V2_13

Suporte para ferramentas grandes, varas de pesca, etc…
Terminais com rosca foram soldados na frente da bike e nas laterais do bagageiro.

Com a troca do sistema de freio, deu pra aproveitar o furo original do parafuso do freio canetacaneta pra passar os conduites por dentro do quadro, foi só fazer um novo furo ao lado e dar o acabamento com uma pequena lima.
A saída dos conduites é bem no centro do tubo inferior, próximo ao central, e com os outros terminais de passagem para conduites, fica organizado e com visual limpo no quadro e no garfo.

img-Barra_Circular_V2_14

Cabeamento interno para freio, câmbio e iluminação, deixam o visual mais limpo.

Pra finalizar, eu acrescentei um porta objetos no círculo central do quadro, antigamente tinha uma bolsa de lona que o pessoal colocava pra guardar pequenos objetos, só que a minha é de EVA, com compartimentos e itens específicos, e ainda sobrou espaço pra carteira, chaves, etc…

img-Barra_Circular_V2_16

O porta objetos tem zíper, podendo ser aberto parcialmente ou ter a porta totalmente removida, dentro, chave para rodas, câmara de ar e espátula, trena de 1 metro e o Micro-óleo Starrett M1 para emergências na bike ou nas ferramentas utilizadas no campo.

img-Barra_Circular_V2_15

A bike ficou incrível e funcional, fica a dica desse nosso experimento, uma bike conceito realmente voltado ao trabalho e a mobilidade urbana ou no campo.

img-Barra_Circular_V2_17

Na versão passeio, o garupa tem o conforto das pedaleiras dobráveis, a bike está equipada com o assento Kalf para bagageiro, na mesma cor do selim!

img-Barra_Circular_V2_18

Na versão trabalho, a bike está equipada com caixa de madeira medindo 28x40cm, com 28cm de altura.

BOM PEDAL!

img-Barra_Circular_V2_19

Box Bike para levar cargas de forma mais protegida.

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Sobre o Autor

Edu Capivara é Delegado Internacional do Biketrial no Brasil desde 1991 e introdutor do esporte em meados da década de 80. É amigo pessoal de Pedro Pi, o inventor do Biketrial e de toda a cúpula da BIU (Biketrial International Union) . Profundo conhecedor do mundo da bike, começou suas aventuras em modalidades como o BMX e o Mountain Bike no início desses esportes no Brasil. Já participou de campeonatos mundiais de biketrial pelo mundo todo, inclusive do primeiro, em 1986 na Europa.

Comentários (2)

  1. Cleber

    Gostei da caixa de madeira gostaria de saber onde eu encontro a base que você usou para fazer o encaixe? Qual modelo, ela é possível instalar um cadeado ?

    Responder

Deixe uma resposta