Recuperando pedivela para eixo ponta quadrada

Recuperando pedivela para eixo ponta quadrada,

Dicas, Manutenção

0

Saiba como recuperar a pedivela espanada com uma lâmina.

As pedivelas simples, com braços separados do eixo de ponta quadrada, hoje um componente de bikes de entrada, são realmente mais frágeis que os outros tipos de eixos, com diâmetros maiores e muitos entalhes para encaixe, mas no passado as bikes caras também utilizavam esse tipo de eixo, e tem muita gente guardando uma pedivela antiga dessas, mesmo estragada, já que fora essa folga entre o eixo e a pedivela, a peça está boa e é uma raridade.

img_Pedivela_Espanada_no_Eixo_02

As pedivelas atuais possuem eixos de maior diâmetro com entalhes ou estrias, formato mais resistente a fadiga e folgas.

img_Pedivela_Espanada_no_Eixo_10

As pedivela e eixos Square (ponta quadrada), são projeto antigo, e hoje equipam apenas bicicletas de entrada.

Esse estrago acontece com mais frequência nas pedivelas de alumínio, mas ocorre também nos modelos mais básicos, com braços de ferro, que você compra por 50 ou 60 Reais, mas se for um Sugino de BMX, um XT ou XTR antigo, um Kooka, Campagnolo, Motobecane, White e tantas potras, vale a pena recuperar!

img_Pedivela_Espanada_no_Eixo_03

Algumas pedivelas antigas como esta, uma Shimano 100GS Biopace são raras, o que justifica o reparo!

Nesse tipo de pedivela o eixo quadrado gera grande força de alavanca em pequena área de apoio em cada um dos quatro lados do furo, com o agravante de ser alumínio contra aço, e pode detonar a peça em poucos minutos ao pedalarmos forte com ela solta.
O lado esquerdo ainda dá pra encontrar como peça de reposição, tem nas cores preta ou prata (polido), mas o direito, o lado das coroas não, e você é obrigado a substituir o conjunto todo.

img_Pedivela_Espanada_no_Eixo_03A

O braço esquerdo (sem coroas), é vendido como peça de reposição, e é o lado que mais estraga, geralmente por falta de aperto no parafuso de fixação!

Se você tem uma peça dessas e quer mante-la por motivos sentimentais, ou pela originalidade da bike, você irá precisar de limas estreitas, trava rosca e lâminas de barbear.
A recuperação consiste em calçar ou “embuchar” a folga, dando uma sobre vida a pedivela, e não é coisa pra deixar de enfeite não, dá pra usar a bike por muito tempo, eu e muitos ciclistas já fizemos isso no passado, e tem muitas bikes rodando assim até hoje!

img_Pedivela_Espanada_no_Eixo_04

O material necessário para recuperar o encaixe eixo/pedivela é este, limas, trava rosca e lâminas de barbear.

1º Passo: Desbastar a área do estrago nos 4 lados do furo. Use uma lima triangular ou chata que passe pelo furo, é trabalho de paciência, tente manter intacta a inclinação de cada lado, pois o furo é cônico.

img_Pedivela_Espanada_no_Eixo_05

Para desbastar a área estragada, use lima plana ou triangular, tomando cuidado para manter a inclinação original nos 4 lados do furo, ele é cônico!

2º Passo: Agora vamos verificar quanto a lima tirou para calcular a espessura dos calço. Vamos usar 1 ou 2 giletes, dependendo do estrago. Use lâmina de barbear do modelo antigo, elas custam 50 centavos a unidade, é fina e fabricada em aço muito resistente. Primeiro vamos tira o corte delas passando o fio várias vezes em uma lixa ou lima, elas são muito perigosas, assim a gente trabalha mais seguro.
Quebre a lâmina em 4 partes iguais e corte as pontas menores dos cantos.

img_Pedivela_Espanada_no_Eixo_06

Depois de tirar o corte da lâmina usando uma lixa ou lima, quebre-a em 4 partes iguais e corte as pontas finas.

3º Passo: As lâminas serão coladas, então limpe tudo para que não haja oleosidade. Posicione cada lâminas nas 4 faces do eixo, use trava rosca, é um tipo de cola para parafusos, mas ela não seca na hora, então você pode enrolar uma linha, usar um pedaço de fita crepe, cinta ou nylon para manter os calços no lugar. Quando quebramos as lâminas no meio, as bordas ficam arredondadas, perfeitas para se apoiarem no eixo a partir da ponta dele.
Estou utilizando um eixo antigo para ficar mais visível o trabalho, mas dá pra fazer esse reparo direto na bike, sem remover o central.

img_Pedivela_Espanada_no_Eixo_07

Usando trava rosca, coloque cada pedaço de lâmina nos 4 lados do eixo. Se preferir, imobilize as lâminas com uma linha ou cinta de nylon na parte mais baixa.

4º Passo: Com o eixo preparado, com as lâminas posicionadas, instale a pedivela com cuidado para não deslocar os calços, depois bata com martelo de borracha ou de poliuretano para a pedivela entrar no eixo, se você não tiver esses martelos, use o comum, batendo sobre uma madeira pra não detonar sua pedivela.

img_Pedivela_Espanada_no_Eixo_08

Reinstale a pedivela aplicando trava rosca também no encaixe quadrado.
Ao montar, tenha cuidado para não deslocar as lâminas, o trava rosca não seca na hora.

Aperte a porca ou parafuso, de acordo com o eixo de sua bike, e use um pouco de graxa “apenas na rosca”, para evitar que trave ou espane.

img_Pedivela_Espanada_no_Eixo_09

Mantenha o parafuso de fixação da pedivela lubrificado, evitando que ele trave ou espane.

Pronto, trabalho concluído. Dificilmente uma oficina ou bicicletaria irá se interessar por este trabalho, então você terá que fazer em casa, mas como mostra o vídeo, é bem simples.

BOM PEDAL.

 

 

Tags: , , , , , , , , , , , ,

Sobre o Autor

Edu Capivara é Delegado Internacional do Biketrial no Brasil desde 1991 e introdutor do esporte em meados da década de 80. É amigo pessoal de Pedro Pi, o inventor do Biketrial e de toda a cúpula da BIU (Biketrial International Union) . Profundo conhecedor do mundo da bike, começou suas aventuras em modalidades como o BMX e o Mountain Bike no início desses esportes no Brasil. Já participou de campeonatos mundiais de biketrial pelo mundo todo, inclusive do primeiro, em 1986 na Europa.

Deixe uma resposta