Melhorando a performance do ciclista com Florais de Saint Germain

Melhorando a performance do ciclista com Florais de Saint Germain,

Curiosidades, Dicas, Saúde, Videos

0

Conheço os FSG, a Talita e a Neide Margonari desde 2005. Uso esses florais e sou um grande fã do efeito que eles causam tanto no aspecto emocional como físico. Neste mês recebemos a Talita em nosso estúdio para uma entrevista sobre como o conteúdo desses pequenos frascos podem influenciar positivamente os ciclistas, sejam eles profissionais ou não.

Quantas pessoas não vão dormir já com aquele pensamento de “Amanhã acordo cedinho, tomo um café e vou pedalar.”? E aí quando acordam a história é outra. Começa com o despertador, item desanimador para qualquer ser humano, ainda com sono saber que tem um aparelhinho apitando, enchendo o saco pra você acordar para fazer algo que até a hora de dormir era sua prioridade.

Pois bem, esse desânimo repentino, que te impede de sair pedalando logo cedo é um dos males que pode ser combatido com os Florais de Saint Germain. Existem fórmulas prontas dos legítimos FSG que te preparam inclusive psicologicamente para atividades físicas com a bike, sejam elas moderadas ou intensas. A própria Talita, que é uma atleta de performance e está acostumada com provas extremamente radicais, utiliza os FSG diretamente na caramanhola, ou squeeze, garrafinha, e até mesmo na mochila de hidratação.

Ela recomenda a todos os ciclistas que iniciem o uso dos FSG (www.fsg.com.br) pelo menos 3 dias antes de uma prova, por exemplo, para equilibrar a ansiedade, a fadiga mental e muitas outras complicações que antecedem atividades relacionadas a bicicleta.

Em breve a entrevista completa da Talita, na íntegra, só aqui na Pedaleria.

Tags:

Sobre o Autor

Edu Capivara é Delegado Internacional do Biketrial no Brasil desde 1991 e introdutor do esporte em meados da década de 80. É amigo pessoal de Pedro Pi, o inventor do Biketrial e de toda a cúpula da BIU (Biketrial International Union) . Profundo conhecedor do mundo da bike, começou suas aventuras em modalidades como o BMX e o Mountain Bike no início desses esportes no Brasil. Já participou de campeonatos mundiais de biketrial pelo mundo todo, inclusive do primeiro, em 1986 na Europa.

Deixe uma resposta